Oi geeente!
(Juro que já pensei em parar de começar a escrever assim, mas é assim que eu sempre começo a falar. Poxa!)

Estou impressionada como o tempo passa rápido, Helena está com 8 meses, sabe falar pa-pa, começou a dar tchau e bater palminhas. São tantas novidades todos os dias que estou até com dificuldade de colocar num caderninho. Só de duas semanas pra cá, começou a engatinhar com confiança, de repente pisquei e ela já estava em pé apoiada no sofá. Que susto! Quando penso que estou expert, vem uma nova fase.

Sei que estou um pouco sumida, mas pela primeira vez na vida blogger não me sinto culpada ou relapsa por isso. Tenho dedicado meu tempo a tentar ser a melhor mãe que eu consigo. Há noites que eu penso em sentar e escrever, mas entendo que meu corpo precisa de descanso (ou estou trabalhando no meu outro emprego, rs.), e aprendi a reconhecer isso e descansar lindamente!
O que mais sinto é não compartilhar com vocês detalhadamente, mas quem me acompanha pelo instagram está super atualizado (@hellenrazevedo).

Posso fazer um resumo rápido do que temos vivido:

Helena já começou a introdução alimentar a 2 meses, mas tem dado trabalho pra comer, acho que ela tem preguiça, porque nada é processado, tudo bem amassadinho. Quando era novidade ela gostou mais, agora “quer fazer graça”. Sabe travar a boca e nada faz com que ela abra.

Pensei que conseguiria fazer mais coisas quando ela estivesse maior, porque já engatinharia, ficaria mais independente…Maaaaaaas, isso aconteceu em partes. Agora que ela engatinha e quer explorar o mundo, fico com medo de deixar ela solta por aí, fico monitorando os lugares que ela vai, mas já parei de chorar depois de cada tombo que ela leva. Faz parte!

Não temos sinais de dentes. Mas quando ela fica mordendo demais os lábios e estressada, desconfio de que algo possa estar vindo por aí…mas a gengiva nem inchou nem nada.

Parece que mamar da forma convencional ficou chato. Helena gosta de mamar enquanto se movimenta de um lado para o outro. Às vezes brinca de mirar de longe e se arremessar em cima do peito.

Amamos sair com nossa filha (isso não quer dizer que não dá trabalho haha).

Temos uma rotina quase definida (Não a que eu gostaria, mas a que a vida fez) e isso é legal, pois consigo me organizar pra fazer algumas coisas.

Estou tentando lembrar de mais coisas, mas não tô conseguindo. Só consigo lembrar do texto que uma amiga me enviou sobre a experiência dela com amamentação e que quero postar ainda hoje.
É uma série de experiências de mães com a amamentação que quero trazer pra vocês. Porque sem dúvidas é o que mais me pedem (isso e sobre o parto rs.)

Então é isso gente.
Continuem mandando as dúvidas de vocês pra que eu possa trazer aqui 🙂
Acho que nossa próxima saga será: Festa de um ano! Como fazer, bons fornecedores e tudo mais.

Um beijinho :*